Minha vida

“Eu sou aquela mulher a quem o tempo muito ensinou.

Ensinou a amar a vida e não desistir da luta, recomeçar na derrota, renunciar a palavras e pensamentos negativos. Acreditar nos valores humanos e ser otimista.”

Cora Coralina, poeta.

Descendente de italianos por parte de mãe e de ucranianos por parte de pai, Marcia Huçulak nasceu em Tangará (SC) e se mudou criança para Curitiba ainda aos 4 anos de idade, onde se criou em uma família muito unida e acolhedora.

Márcia baby
Márcia Huçulak

O pai, Vladimiro, e a mãe, dona Dilsa, proporcionaram toda a formação pessoal e católica, exercendo uma influência que se estende até hoje nas convicções e respeito de Márcia pelas pessoas.

Casada com Jurandir, é mãe de Bernardo e meio-mãe (como gosta de dizer) de Guilherme, filho de Jurandir.

É irmã da Mara, do Marcelo e do Marcos (já falecido); tia orgulhosa e parceira sempre presente de Marcelino, Lucas Arthur e Caetano.

Mora no Pinheirinho, na região Sul da capital. A casa é palco frequente de churrascos e encontros familiares, além de moradia dos amorosos Bobi (o Lhasa apso pequeno, mandão e inteligente de Bernardo que está há 11 anos com a família) e Beethoven (o robusto, simpático e obediente São Bernardo, adotado em 2018).

Além dos parentes de sangue, Marcia tem muitas amigas e amigos que considera presentes que a vida lhe proporcionou, verdadeiras irmãs e irmãos.

Gosta da vida, das pessoas, da singularidade e diversidade de cada ser humano. “Acredito que a graça da vida é fazer o bem e querer bem”, diz ela.

Católica, é uma pessoa de muita fé, vai às missas e acredita que cada um veio ao mundo com uma missão de vida.

Fã das coisas simples, se diverte dando banhos nos cachorros; adora fazer trilhas e caminhar ao ar livre; gosta de música (tem predileção especial por Gonzaguinha) e de conhecer novos lugares.